A Educação Alimentar e o Emagrecimento

Atualmente, existem muitas informações sobre o tema, algumas são confirmadas pela medicina, outras não. É fundamental que estas informações sempre indiquem o caminho das atitudes mais saldáveis, e que evitem o excesso de restrições alimentares. É nesta perspectiva que iremos falar hoje sobre a educação alimentar e o emagrecimento.

educação alimentar e o emagrecimento

A reeducação alimentar é sempre muito melhor que uma dieta que restringe algum grupo de alimentos. Procure sempre a orientação de um profissional, para evitar cair em alguns mitos que envolvem a educação alimentar e o emagrecimento.

Podem haver casos em que a pessoa está praticando a alimentação saudável, mas não está emagrecendo. Neste caso, procure o médico, pois podem existir entraves metabólicos que estejam atrapalhando o seu emagrecimento.

Quero começar a conciliar a educação alimentar e o emagrecimento, o que faço?

Leia mais sobre esta questão no artigo que fala sobre: as 8 atitudes para o emagrecimento. Além disso, podem haver também problemas hormonais. Leia mais no artigo: Os hormônios e o emagrecimento.

Você sabe a diferença entre: regime, dieta e educação alimentar?

regime-dieta-educacao-alimentar

Regime: é uma “obrigação rigorosa com a qual você concorda”, por exemplo muitas pessoas trabalham no “regime” de trabalho de 40 horas semanais. É uma obrigação que foi acordada em contrato. Se não cumprir, haverá penalidades, perdas, restrições, etc.

Um exemplo maluco de regime: a pessoa resolve parar de comer radicalmente e quer ficar desnutrida, “a pão e água”. Que loucura, hein!? Por favor, não faça isso nunca!

pao-e-agua

Dieta: uma alimentação planejada, cardápios pré-estabelecidos, não deve de maneira nenhuma colocar em risco a sua saúde, porém, muitas pessoas não conseguem seguir por não gostar de determinado tipo de alimento e não saber como combinar outras variações.

dieta

Exemplo: comer uma salada, combinada com uma carne sem gordura e uma determinada porção de cereais e frutas.

Educação alimentar: desenvolver bons hábitos, adaptar a dieta aos tipos de alimento que você gosta, fazer variações, substituições, ter um equilíbrio sem exercer excesso de rigor na alimentação.

educacao-alimentar

A educação alimentar é sustentada por três pilares: a quantidade (o quanto se come), a qualidade (como os alimentos são preparados e o que eles podem fornecer ao corpo) e a frequência, que tem relação com o intervalo entre as refeições e a variação dos alimentos durante a semana.

As dúvidas mais comuns sobre a educação alimentar

Mais de 50% da população está acima do peso. A obesidade, infelizmente está aumentando ainda mais entre a população.

Esta é uma das questões que mais preocupa os médicos e pesquisadores, que sempre defendem que: a busca pelo emagrecimento precisa ser de forma mais natural e saudável possível, e que os resultados obtidos possam ser mantidos. Por isso que as dietas muito restritivas não são recomendadas, pois empobrecem a qualidade da alimentação e não promove a nutrição da pessoa que realiza tal dieta.

fechar-a-boca

Muitas pessoas buscam perder peso a qualquer custo, não conseguem chegar na combinação ideal: educação alimentar e o emagrecimento saudável, usam apenas uma estratégia de  dieta. Em 90% dos casos o ganho de peso voltará e, geralmente, a pessoa cria um certo trauma devido ao fato de “ter passado fome” praticando restrições severas.

Quando a pessoa desiste da dieta porque simplesmente não aguentou mais, aquele sentimento de libertação da dieta faz com que a pessoa passe a exagerar e “devorar” praticamente tudo o que encontra pela frente. É necessário combater este tipo de pensamento. Recomendo que leia o artigo Emagrecer de forma Saudável em 10 passos.

desistir-da-dieta

Vejamos as principais dúvidas com relação à educação alimentar e o emagrecimento.

1) A retirada do glúten das refeições influencia no emagrecimento?

Glúten é uma proteína encontrada em alguns alimentos vegetais, como: trigo, cevada, centeio, aveia. Devido à uma questão genética, algumas pessoas desenvolvem um tipo de intolerância (alergia) a esta proteína. 

contem-glutem

Sem que a pessoa saiba de tal alergia, quando a pessoa ingerir alimentos com esta proteína, irá ocorrer um processo inflamatório no intestino, também chamado de doença celíaca. Neste caso, a pessoa que tem doença celíaca, precisa saber que, devido a este problema, o consumo de glúten é proibido durante a vida toda, por se tratar de um problema genético e infelizmente, ainda não existe uma cura.

Segundo os médicos, não existe comprovação científica que a obesidade está associada ao glúten. Aí vem a dúvida: por que as pessoas que retiram o glúten emagrecem?

A questão é que o glúten é encontrado na composição de muitos produtos do cotidiano, como: pão, macarrão, lasanha, biscoitos, bolachas recheadas, bebidas alcoólicas por causa do malte, etc. Quando a pessoa deixa de consumir estes alimentos, reduz o consumo de calorias e carboidratos. No final do dia, a quantidade de calorias consumidas irá ser menor. Isso irá contribuir para o emagrecimento.

Todas as vezes que você diminui o total calórico de suas refeições, irá perder peso. Se a quantidade de calorias ingeridas é menor que a quantidade de calorias gasta pelo corpo, irá haver perda de peso.

carboidratos

O carboidrato é uma das principais fontes de energia, pois se transforma em glicose, que é a opção de energia número um do corpo. Lembrando que, o consumo de carboidratos em excesso, faz engordar. A redução do consumo dos alimentos com glúten que na maioria, contém também carboidrato, irá promover o emagrecimento. Isso ocorre porque o carboidrato é a principal fonte de energia e, reduzida esta fonte número um, o corpo passa a buscar a fonte de energia número 2, as moléculas de gordura (triglicérides), que também contém glicose na sua composição.

Existe Dieta Milagrosa?

Muito cuidado: não existe dieta milagrosa. É neste ponto que muitas pessoas cometem erros graves na dieta. Veem que estão perdendo peso, que funciona, mas a questão é: fazer isso a médio e longo prazo, é prejudicial à saúde e anti-fisiológico.

dieta-da-proteina

Retirar o carboidrato totalmente e viver só da gordura e da proteína, ocasionará uma alteração química no metabolismo, a acidez do corpo aumenta, e para regular a acidez do sangue, o corpo cria várias reações químicas, extraindo cálcio dos ossos, o que irá ocasionar a médio e longo prazo maior tendência de osteopenia (condição em que a formação óssea é mais lenta que a reabsorção óssea), osteoporose (condição em que os ossos tornam‑se fracos e quebradiços).

O resíduo de cálcio desta reação química irá passar pelos rins para ser excretado pela urina, o que pode ocasionar maior incidência de cálculos renais.

Cuidado com a dieta da proteína por longo período. A dieta da proteína parece funcionar, mas somente esta dieta em si não é recomendada, pelo contrário, é contraindicada para crianças, diabéticos, quem tem problemas renais e quem tem problemas no fígado.

O correto é: diminuir o carboidrato, não o cortar totalmente. É o grande desafio de conciliar a educação alimentar e o emagrecimento. Retirar o glúten não significa que vai emagrecer e, para as pessoas com intolerância ao glúten, retirá-lo é evitar inflamação intestinal e melhora no aparelho digestivo. Portanto, retirar o glúten é mais benéfico para as pessoas com intolerância ao glúten.

dieta-equilibrada

A boa dieta jamais deve oferecer riscos à saúde das pessoas. Deve ser balanceada (proteínas, carboidratos, lipídios, fibras, frutas, etc.), leva em consideração o quadro clínico da pessoa, é feita de forma que faça a junção entre a educação alimentar e o emagrecimento.

2) Retirar o leite e derivados ajuda a emagrecer?

De forma semelhante à explicação do glúten, a retirada do leite não está associada ao emagrecimento. É claro que os derivados de leite, assim como muitos outros alimentos possuem calorias e, reduzindo a ingestão de calorias em relação à quantidade gasta pelo corpo, a pessoa emagrece.

leite-e-derivados

O consumo de leite e derivados não é recomendado para quem tem intolerância à lactose, ou seja, não consegue digerir alimentos que contenham a lactose, o que ocasiona excesso de gases, inchaço, cólicas, flatulências e diarreia. Não há relação com o peso. É uma intolerância (alergia) que uma parte da população desenvolve em relação à lactose.

Quem não tem intolerância à lactose, pode consumir o leite e derivados, sempre conciliando a educação alimentar e o emagrecimento saudável. Aliás, existem substâncias no leite que são benéficas. Exemplo: o ácido palmítico (um tipo de ácido graxo mais comum, encontrado em animais e plantas. Como nome indica, é componente do óleo de palma).

Esta substância estimula os hormônios que dão saciedade por mais tempo, que ajuda a controlar a vontade de comer, evitando o ganho de peso.

3) Aveia é benéfica ou não ao emagrecimento?

aveia

Lembrando que quem tem doença celíaca, não pode comer aveia. O indivíduo que não tem, e pode consumir é muito beneficiado com o consumo da aveia, que é considerado um dos alimentos mais saudáveis, é um alimento rico em proteína boa, de origem vegetal, é um carboidrato, diminui a incidência de câncer do sistema digestivo, ajuda no controle do colesterol.

4) Beber água gelada emagrece?

Não. É sabido que quando estamos num ambiente frio, nosso corpo precisa gerar mais calor para fazer a compensação, com isso, gasta um pouco de energia, mas uma quantidade de energia muito pequena, que não é suficiente para promover o emagrecimento.

agua-gelada

A água é muito importante para a hidratação, uma média de 2 litros por dia, mas não emagrece e nem engorda, não tem valor calórico.

5) Outras dúvidas muito comuns:

Adoçante faz mal à saúde?

Não necessariamente. Desde que se respeitem os limites da dosagem seguros para as pessoas.
A FDA (Food and Drug Administration), o órgão norte-americano responsável pela regulação de drogas e alimentos nos Estados Unidos, aprova cinco adoçantes não nutritivos. São eles: acesulfame potassio, aspartame, neotame, sacarina e sucralose. Todos foram submetidos a rigorosos estudos, que mostraram ser seguros quando consumidos pelo público, incluindo pessoas com diabetes e gestantes.

adocante

Glúten e lactose são realmente os vilões contra à saúde?

sem-gluten-e-lactose

Há uma grande preocupação da comunidade científica quanto à estas propagandas massivas que divulgam estes conceitos incorretos. No caso do glúten e da lactose, pudemos ver no texto anterior que a restrição destes alimentos é unicamente direcionada às pessoas que possuem intolerância. Não havendo este problema, o consumo não é proibido, é claro, sempre com a consciência de equilíbrio no consumo destes e de qualquer outro tipo de alimento.

A ingestão maior de cálcio a partir dos 40 anos melhora a massa óssea?

Na verdade, a massa óssea das pessoas normais se forma até próximo dos 20 anos de idade. Ingerir cálcio a mais, não irá aumentar ou melhorar a massa óssea. O que será absorvido pelo corpo é somente a quantidade necessária para renovar o que já tem. Por outro lado, existem estudos que mostram que atividade física estimula a massa óssea, principalmente em idosos.

calcio

Para concluir. Não adianta buscar outras saídas. Tenha foco, trabalhe a sua mente, busque imaginar: qual a sensação que você quer sentir quando emagrecer? Como você quer estar?

Esta sensação, com certeza, te guiará, te dará um foco em direção ao seu objetivo. Os passos para a educação alimentar e o emagrecimento começam com: atividade física e conhecimento. Quando assimilamos o conhecimento, mudamos de atitude. Aqui no Saudável Emagrecer, sempre vamos lhe trazer informação e conhecimento. A prática da atividade física depende de você, ok?

Deixe seu comentário, diga o que está achando do nosso conteúdo.

PS: Veja a versão em vídeo deste Artigo aqui abaixo:

PS: Veja a versão em áudio deste Artigo aqui abaixo:

E-book Grátis: Emagreça sem depender da Força de Vontade. Várias orientações para Perda de Peso e uma vida muito mais Saudável.

 

Ana Freire

Editora do site Saudável Emagrecer. Esposa, mãe, empreendedora, está sempre pesquisando e acompanhando o trabalho de especialistas em emagrecimento e áreas afins, publicando sempre o conteúdo de maior relevância para o público.

Website: http://saudavelemagrecer.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *