Compulsão Alimentar – Aprenda a combater

As alterações do comportamento alimentar têm se tornado uma grande preocupação para a medicina. Além da compulsão alimentar, existem dois transtornos bem conhecidos pela maioria das pessoas:

1) a bulimia – que é quando a pessoa come de forma exagerada e sem controle. Passado este momento do exagero, a pessoa se sente arrependida e provoca o vômito daquilo que comeu.

bulimia

2) a anorexia – que é quando a pessoa se recusa a comer, por achar que aparentemente está mais gordinha. Este tipo de transtorno pode causar danos graves à saúde. A desnutrição ocasionada pode vir a ocasionar o óbito.

anorexia

Mais recentemente, tem se observado mais um transtorno da compulsão alimentar periódica. Que são verdadeiros ataques de gula, onde a pessoa vai comendo vários tipos de alimentos (doces e salgados).

O que define este comportamento como compulsão alimentar periódica, é que estes ataques de gula se repetem, e começam a ocasionar ganho de peso.

ataques-de-gula

A compulsão alimentar está aumentando em função da vida corrida das pessoas?

 

Os consultórios médicos têm constatado esta realidade. Cada vez mais, pessoas que procuram a psicoterapia para tentar aprender a controlar melhor seus comportamentos.

São diversas as situações: falta de autocontrole na alimentação, excesso de ansiedade, stress; ou ainda, um estilo de vida ruim que prejudica ainda mais estes casos de ansiedade e stress. As pessoas estão sofrendo cada vez mais deste mal.

compulsao alimentar

Para qualquer pessoa, é muito complicado lidar com estas várias situações da vida diária. É neste ponto, que na maioria das vezes, se desencadeia um quadro de compulsão. Não somente compulsão alimentar, mas outros tipos de compulsões que sinalizam algum tipo de transtorno psicológico.

Ex.: compulsão por bebida alcoólica, compulsão por limpeza, organizar objetos de forma simétrica e perfeccionista, acumular objetos sem utilidade pelos cantos da casa, sentar e levantar várias vezes, andar pela casa, etc.

Neste artigo aqui, vamos nos ater a falar sobre a compulsão alimentar.

Por que continuo engordando se não estou comendo quase nada?

engordando

Esta é uma das principais perguntas feitas pelas pessoas quando procuram a psicoterapia.

Os principais responsáveis pela alteração fisiológica no organismo das pessoas são: o stress e níveis elevados de ansiedade. É tão sério, que altera a produção dos hormônios, causa um verdadeiro desequilíbrio hormonal e também ocasiona ganho de peso.

Veja mais sobre hormônios no artigo: os hormônios e o emagrecimento.

Exemplo de hormônios que afetam o peso: grelina e leptina. Em caso de desequilíbrio destes hormônios, o organismo fica desregulado quanto à vontade de comer e quanto à saciedade. A pessoa vai sentir vontade de comer mesmo após ter feito uma boa refeição.

cortisol-elevado

Outro hormônio que pode vir a ficar desregulado é o cortisol. Este deveria atuar no corpo mais pela manhã, quando a pessoa acorda, e não durante o dia todo. Quando isto ocorre, ocasiona inchaço, aumenta o acúmulo de gordura na região abdominal.

Muitos pacientes procuram o médico quando já estão com a circunferência abdominal bem aumentada, com indícios de stress elevado.

O médico passa a tratar deste paciente, começando pela a reeducação alimentar, que é a forma de pensar correta, que leva às pessoas a buscarem um estilo de vida mais saudável, diminuindo esta ansiedade, mudando a maneira de pensar, passando a dar mais valor à saúde.

reeducacao-alimentar

Outra preocupação é com os casos em que a pessoa vive no efeito sanfona. Restringe demais a alimentação, e num momento de ansiedade, comem o dobro ou o triplo. Isto é muito perigoso, pois aumenta consideravelmente o risco de doenças coronarianas e cardiovasculares.

A educação alimentar é uma das chaves para evitar que as pessoas adquiram algum tipo de compulsão. Por outro lado, podem haver pessoas que estão descobrindo que possuem algum tipo de compulsão. Tenha calma, leve isto a sério, reconheça que isto é um problema, e que este comportamento precisa ser mudado. Procure ajuda médica.

Como devo me alimentar quando sinto ansiedade?

refeicoes-variadas

Não desconte na comida, nos doces, chocolate e nem no pote de sorvete. Ao contrário, elimine estes fatores, procure fazer um cardápio variado, não repita os mesmos tipos de comida todos os dias. Inclua sempre a salada, legumes e frutas.

O grande perigo dos doces é a sensação de prazer ocasionada pela liberação de dopamina no organismo.

alimentacao-na-ansiedade

De vez em quando, os doces não fazem mal, mas evite o vício por doces. Isto não compensa, quando o que está em jogo no final das contas é a sua saúde. Lembre-se todos iremos envelhecer um dia, e nossa saúde na velhice irá depender de nossas escolhas hoje.

Moderação e bom senso sempre serão os seus aliados em tudo o que você vier a realizar em sua vida.

O que devo fazer diante da depressão?

depressao

Nos meses de frio (no inverno), existe um tipo de depressão, a depressão sazonal. No período do verão, a pessoa está sempre ativa, mas quando chega o inverno, aquele clima cinza, a pessoa fica mais introspectiva, fica mais tempo dentro de casa, a pessoa começa a ficar mais pensativa, pensa na realização, no futuro, surgem algumas preocupações, enfim, pode surgir uma brecha para um comportamento depressivo.

O que fazer: quando surgirem dúvidas e pensamentos de preocupação, procure sempre responder para si mesmo de forma positiva, com esperança, fé e confiança. Evite pensamentos negativos. Mesmo que as coisas não estejam como você gostaria que estivesse, fale para si com esperança. “se hoje ainda não está bom, amanhã vai dar certo, as coisas vão se ajustar, vou conseguir!”.

Procure não só fazer afirmações positivas, mas seu comportamento precisa ter atitudes que façam com que isso se torne realidade.

A pior coisa é saber que as coisas não andam tão bem assim, e não tomar nenhuma atitude para que esta situação mude. Está acima do peso? Quer emagrecer? Tome uma atitude, comece hoje, não use aquelas frases: “a partir de segunda-feira, começo a emagrecer”, “semana que vem…”. A atitude é muito mais importante do que somente ter vontade.

Conheça também: 8 atitudes para o emagrecimento.

tomar-atitude

Dê alguns passos importantes: 1) reconheça que algo não está bem e precisa melhorar; 2) tome uma atitude que lhe faça bem: “quero mudar e vou mudar!”; 3) persevere, continue firme, vá devagar, mas de forma constante.

Com certeza, quando você começar a ver os resultados, isto lhe dará mais energia para continuar e alcançar seus objetivos.

Como agir com o transtorno da insônia?

insonia

Primeira coisa é: saber o que está causando a ansiedade, que está fazendo seu corpo produzir muita adrenalina e muito cortisol?

Esta produção de cortisol e adrenalina em excesso irá atrapalhar a produção da melatonina e do hormônio do crescimento.

Identificada a causa, procure se acalmar, faça um passeio, distraia a sua mente e reeduque o seu cérebro, para que ele se habitue novamente ao horário normal do seu sono.

Tome o controle de sua vida, antes que este problema se transforme numa doença crônica, ocasionada pelo agravamento da insônia.

Compartilhe este artigo com seus amigos e deixe seu comentário.

E-book Grátis: Emagreça sem depender da Força de Vontade. Várias orientações para Perda de Peso e uma vida muito mais Saudável.

 

Ana Freire

Editora do site Saudável Emagrecer. Esposa, mãe, empreendedora, está sempre pesquisando e acompanhando o trabalho de especialistas em emagrecimento e áreas afins, publicando sempre o conteúdo de maior relevância para o público.

Website: http://saudavelemagrecer.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *